Sexta, 24 de Novembro de 2017

PIB da indústria cresce 10% em MS e atinge R$ 4,7 bi

21 JAN 2010Por ADRIANA MOLINA06h:16
O Produto Interno Bruto (PIB) industrial de Mato Grosso do Sul cresceu 10% em 2009, atingindo R$ 4,7 bilhões, conforme divulgado ontem pela Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul (Fiems). O percentual significa um grande avanço econômico para o Estado, que passou pela crise sem prejuízos relevantes no setor. Para 2010, a projeção da Federação é ainda mais otimista, a cifra pode chegar aos R$ 5,2 bilhões. Grandes centros não tiveram a mesma situação e apresentaram decréscimo do índice no ano passado. “São Paulo, por exemplo, teve redução de 4,5%. Nós, além do crescimento significativo, tivemos uma boa distribuição disso, com diversos segmentos sendo contemplados em vários municípios”, avaliou Sérgio Longen, presidente da Fiems. Segmentos O setor de alimentos e bebidas foi considerado o mais importante na formação do PIB industrial, respondendo por 60% do montante. Destaque ainda para o setor sucroalcooleiro, que, em 2009, aumentou em 30% a produção canavieira e abriu sete novas usinas, totalizando 21 plantas em operação. Mato Grosso do Sul contemplou 28% das novas usinas que entraram em operação na região Centro-Sul do Brasil (Sul, Sudeste e Centro- Oeste). Houve um incremento de 25% na produção de açúcar, saindo de pouco mais de 640 mil para 800 mil toneladas. A ampliação do setor fez com que o Estado alcançasse o segundo maior crescimento observado no País, atrás apenas do estado de Goiás. Na produção de álcool, o acréscimo foi de 31%, passando de 1,07 bilhão de litros em 2008, para 1,4 bilhão em 2009. Os setores considerados emergentes, como sucroenergético, papel e celulose, foram responsáveis por cerca de 50% do acréscimo em torno de R$ 475 milhões no PIB industrial do Estado. Só o segmento de papel e celulose, depois que duas grandes empresas iniciaram suas operações no Estado (Votorantim Celulose e Papel e International Paper), elevou o PIB industrial em cerca de R$ 40 milhões acrescidos ao indicador. Exportações Já a venda externa sulmato- grossense apresentou queda de 9% no ano passado. Em 2008, as exportações de produtos industrializados do Estado alcançaram US$ 1,34 bilhão, enquanto que em 2009 foram de US$ 1,2 bilhão. Os produtos que ganharam mais destaque no exterior foram as carnes. Em outubro de 2009, o produto rendeu ao Estado cerca de US$ 652 milhões. Em seguida, vieram o açúcar e álcool (US$ 160 milhões); minerais (US$ 106 milhões); e papel e celulose (US$ 78 milhões).

Leia Também