Quarta, 22 de Novembro de 2017

PF prende prefeito de Dourados por comandar fraude e pagamento de propina

1 SET 2010Por 08h:26
     

                 A Polícia Federal prendeu agora pela manhã o prefeito de Dourados Ari Artuzzi e mais 28 pessoas. Os agentes cumprem, assim, os mandados de prisão temporária além de 38 conduções coercitivas   As ações fazem parte da Operação Uragano que visa combater práticas de fraude à licitação, corrupção ativa e formação de quadrilha chefiadas pelo prefeito da cidade.

As fraudes consistem no direcionamento de licitações por meio de corrupção de servidores públicos e agentes políticos. Os acordos fechados com as empresas escolhidas ilicitamente rendiam 10% do valor do contrato. Os valores arrecadados serviam para o pagamento de diversos vereadores de Dourados (da situação e da oposição), para caixa de campanha e compra de bens pessoais do prefeito

As investigações começaram em maio deste ano e apontaram a participação de secretários municipais, empreiteiros, prestadores de serviços, vereadores e servidores públicos.

Cerca de 200 policiais federais participaram da operação. Os mandados foram expedidos pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul e pela 1ª Vara Criminal de Dourados

Coletiva

Uma entrevista coletiva está marcada para 16 horas.

Leia Também