Sábado, 18 de Novembro de 2017

PF indicia presidente do Banco Opportunity

29 ABR 2009Por 09h:40
     

        

 

A Polícia Federal indiciou ontem (28) por seis crimes Dório Ferman, presidente do Banco Opportunity e braço direito do banqueiro Daniel Dantas. A exemplo de Dantas, alvo maior da Operação Satiagraha e enquadrado segunda-feira pela PF, Ferman ficou em silêncio diante do delegado Ricardo Andrade Saadi, que preside o caso. Indignado porque, segundo alega, não teve acesso a 50 volumes de documentos que a PF juntou aos autos.

 

Evasão de divisas, lavagem de dinheiro, empréstimos vedados pela Lei do Colarinho Branco, sonegação fiscal, gestão fraudulenta de instituição financeira e formação de quadrilha são os delitos atribuídos a Ferman.

 

A PF planeja relatar o inquérito até amanhã e enviar os autos ao juiz Fausto Martin De Sanctis, da 6.ª Vara Criminal Federal, que já condenou Dantas a 10 anos de prisão por suposto crime de corrupção ativa. O inquérito seguirá para o procurador da República Rodrigo de Grandis, acusador de Dantas. Grandis prepara denúncia criminal contra o banqueiro e sua equipe. Não se sabe, ainda, se o procurador pedirá novamente a prisão de Dantas, como fez em 2008 em duas ocasiões.

 

Com informações do Estadão

Leia Também