Terça, 21 de Novembro de 2017

PF desmonta quadrilha acusada de fraudar INSS em até R$ 200 milhões

11 SET 2008Por 10h:33
     

                A Polícia Federal em São Paulo desencadeou hoje operação para desarticular uma quadrilha que atuava na concessão fraudulenta de benefícios previdenciários. Segundo a PF, o grupo, que reúne empresários e advogados domiciliados em São Bernardo do Campo (Grande São Paulo), causou prejuízos estimados em até R$ 200 milhões à Previdência Social, por meio da emissão de benefícios de auxílio-doença e de aposentadoria por invalidez.

                Pela chamada Operação Providência, a Força Tarefa Previdenciária --integrada pela PF, Ministério da Previdência Social e Ministério Público Federal-- analisou 349 benefícios intermediados pela quadrilha, com indícios de fraude de R$ 8,72 milhões. A PF, porém, estima que desde 2003 as emissões fraudulentas de cerca de 3.500 benefícios tenham gerado prejuízo bem maior.

                As ações são realizadas nos municípios de São Bernardo do Campo, São Paulo, Santo André, Diadema, Mogi das Cruzes, Guareí, Americana, Campos do Jordão, Guarujá, Bertioga, Santos, Itanhaém e Montes Claros (MG).

                 

                Informações Folha de São Paulo 

Leia Também