Domingo, 19 de Novembro de 2017

PF apreende documentos sobre obras realizadas em MS

6 ABR 2009Por 23h:48
     

Maria Matheus

 

A Polícia Federal apreendeu documentos sobre obras realizadas em Mato Grosso do Sul pela construtora Camargo Corrêa, alvo da Operação Castelo de Areia, deflagrada em 25 de março para investigar crimes financeiros. Os federais recolheram documentos que citam obras da empresa em Pernambuco, na Bahia, no Amazonas, no Ceará e em São Paulo.

 

A Polícia Fereral não detalhou o conteúdo das provas encontradas. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, os agentes encontraram, na residência de Pietro Francesco Giavina Bianchi, executivo da Camargo Corrêa, dossiê que pode comprovar doações eleitorais ilegais, não declaradas na prestação de contas dos candidatos e partidos. Relatório secreto da PF a que o jornal teve acesso cita "tabelas e planilhas com nomes de instituições obras, partidos políticos e deputados, relacionados a valores respectivos em dólares e reais".

 

Ao todo, a Polícia Federal apreendeu 9 notebooks, 40 pen drives, 17 discos rígidos e um celular criptografado. A Operação Castelo de Areia vasculhou os gabinetes da Camargo Corrêa e as residências de quatro executivos: Raggi Brada Neto, Fernando Dias Gomes e Dárcio Brunato, além de Pietro Bianchi.

Leia Também