Sábado, 18 de Novembro de 2017

Pesquisa Sensus aponta empate de Serra com Dilma

14 ABR 2010Por 23h:41
São Paulo

Pesquisa do Instituto Sensus divulgada ontem aponta empate entre os pré-candidatos José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) nas intenções de voto para presidente, caso as eleições fossem hoje. Encomendada pelo Sintrapav (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada de São Paulo), o levantamento aponta Serra com 32,7% das intenções de voto e Dilma com 32,4%. A diferença entre os dois é a mais apertada já registrada em uma pesquisa de intenção de voto.

Ciro Gomes aparece com 10,1% e Marina Silva, com 8,1%. Brancos e nulos somam 7,7%, e 9,1% não souberam ou não quiseram responder. Na principal simulação de segundo turno, Serra tem 41,7% e Dilma, 39,7%. Pesquisa realizada pelo mesmo instituto, em fevereiro, apontava Serra com 33,2% e Dilma com 27,8%.

Já num cenário sem Ciro Gomes, Serra aparece com 36,8% e Dilma, com 34%. Marina tem 10,6%, brancos e nulos, 9,1% e não quiseram ou não souberam responder, 9,5%.

A pesquisa, registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) no dia 05 de abril com o número 7.594/2010, ouviu 2 mil pessoas em 136 municípios de 24 Estados. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou menos.

Espontânea
O Sensus também realizou a pesquisa espontânea, na qual não são apresentados os nomes dos candidatos ao entrevistado. Dilma, então, aparece em primeiro lugar, com 16%. O presidente Lula, que não será candidato nas próximas eleições, tem 15,3%. Serra aparece em terceiro, com 13,6%. Marina tem 2,5% e Ciro, 1,6%.

O levantamento analisou ainda a rejeição dos candidatos e a capacidade de transferência de votos de Lula e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Marina Silva é a que tem maior taxa de rejeição: 30,7% dos entrevistados disseram que não votariam de jeito nenhum nela. A taxa de rejeição de Serra é de 28,1%, a de Ciro, de 27,9% e a de Dilma, de 26,3%.

Já Lula é o que tem maior capacidade de transferir votos: 24,7% dos eleitores afirmaram que o candidato do Lula é o único no qual votariam, enquanto 36,9% dizem que poderiam votar nele. Já para Fernando Henrique, esses percentuais são, respectivamente, de 5,1% e 23,3%. Outros 19,3% disseram que não votariam no candidato de Lula, enquanto 49,9% não votariam no candidato de FHC.

Reportagem publicada no sábado passado pela Folha de São Paulo mostrou que, no registro do TSE, consta outro contratante da pesquisa: o Sindecrep (Sindicato de Trabalhadores em Concessionárias de Rodovias) de São Paulo – que não a encomendou. A Sensus afirmou se tratar de um erro, corrigido em seguida.

Anterior
Pesquisa divulgada no dia 4 de março pelo instituto Vox Populi e encomendada pela rede de televisão Bandeirantes mostrava Serra na liderança, com 34% dos votos, mesma porcentagem registrada em janeiro. Já Dilma tinha quatro pontos percentuais, subindo para 31% das intenções de voto, segundo o levantamento.

Ciro aparecia com 10% e Marina, com 5%. Votos nulos e brancos somam 7% e 13% dos pesquisados não quiseram ou não souberam responder.
A pesquisa do Vox Populi foi registrada sob o número 7337/2010 e realizada entre os dias 30 e 31 de março, com 2.000 eleitores.
Já no dia 27 de março, em pesquisa realizada pelo Datafolha, Serra aparece com nove pontos de vantagem sobre Dilma. O tucano tem 36% e a petista, 27% das intenções de voto. Na pesquisa realizada em fevereiro, Serra tinha 32% e Dilma, 28%.

Leia Também