Segunda, 20 de Novembro de 2017

Pescadores já são recadastrados para receber seguro-desemprego

28 OUT 2009Por 17h:12
     

         

         

Para que os pescadores recebam o seguro-desemprego durante o período de piracema nos rios do Estado, começou hoje (28) o recadastramento dos pescadores que sobrevivem da pesca artesanal. A ação vai percorrer nove regiões.

Seis técnicos da Funtrab estão atendendo os trabalhadores que sobrevivem da pesca artesanal nas cidades de Nova Andradina, Naviraí, região de Porto Kaiowá e Mundo Novo.

Segundo a gerente do seguro-desemprego, Kátia Ferrari, da Funtrab, o atendimento em Naviraí e Porto Kaiowá devem começar somente agora à tarde por causa da queda da ponte na MS 141, que atrasou a chegada dos técnicos da fundação. O recadastramento começa amanhã na região de Fátima do Sul.

O benefício pago aos pescadores é no valor de um salário mínimo depositado durante todo o período, que começa no próximo dia 5 nos rios do Estado. O auxílio é garantido pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) para estes trabalhadores porque durante o período de reprodução dos peixes não pode haver pesca predatória nos rios para a preservação das espécies.

         

Leia Também