Sábado, 25 de Novembro de 2017

Pela 1ª vez, Delcídio se junta a Dagoberto e Orcírio na Capital

11 AGO 2010Por 07h:18
Fernanda Brigatti

Com 35 dias de campanha nas ruas, o senador Delcídio do Amaral (PT) foi ontem, pela primeira vez, para a rua, em Campo Grande, e se juntou ao candidato a governador José Orcírio do Santos (PT), e ao Senado Dagoberto Nogueira (PDT). Os três e a suplente Gilda Maria dos Santos (PT) caminharam pela Rua João Pereira, na Vila Popular, e adjacências.
Delcídio chegou ao bairro por volta das 17 horas, uma hora depois do início da caminhada. O senador, em busca da reeleição, afirmou que ainda aguarda o resultado de exames clínicos para colocar “o bloco na rua”. “Ainda não recebi os últimos resultados, mas hoje já estou esquentando os motores”, disse. Delcídio teve uma complicação no fígado, em decorrência da dengue.
Ele garantiu, também, que só depende do aval médico para sair às ruas e pedir votos aos candidatos da coligação A Força do Povo. “Vou fazer campanha com o Zeca (Orcírio), com o Dagoberto, com nossos candidatos da proporcional”, afirmou. O encontro entre os três foi aplaudido e comemorado pelos militantes e cabos eleitorais que acompanhavam a caminhada. “Estamos aqui, estamos juntos”, disse Delcídio.
Até o senador chegar à caminhada, Orcírio apresentava Dagoberto como “meu candidato ao Senado”. O petista já disse, mais de uma vez, que só fará campanha para quem também pedir votos para ele.

Reforço
Hoje, Orcírio vai a Brasília (DF) para acertar os últimos detalhes da agenda do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Mato Grosso do Sul. A visita deve ser realizada em 24 deste mês. O candidato petista ao governo evitou falar sobre o que está pleiteando do gabinete da Presidência da República, mas disse que “adoraria” ter Lula abrindo seu programa no horário eleitoral gratuito.
Os petistas estão tentando evitar que Lula venha a Campo Grande para não beneficiar o governador André Puccinelli. O plano é de Lula ter agenda apenas em Dourados.
Desfalque
A campanha de Orcírio teve um desfalque na caminhada de ontem. A vice Tatiana Ujacow (PV) não participou, ainda se recuperando de uma virose, mas à noite já foi a uma reunião com professores. Desde o início do período eleitoral, a advogada vinha participando de todas as caminhadas promovidas pelos petistas.

PMDB na articulação
Na noite de segunda-feira (9), Orcírio, Dagoberto e o deputado federal Vander Loubet (PT), candidato a reeleição, participaram de uma reunião com pastores e fiéis de diversas igrejas evangélicas. O encontro foi articulado pelo grupo político do senador Valter Pereira (PMDB), coordenador da campanha à Presidência de Dilma Rousseff (PMDB) em Mato Grosso do Sul.
Além dessa reunião, que reuniu cerca de 500 pessoas das igrejas Renascer, das Assembleias de Deus, Mundial de Deus, Batista, Brasil para Cristo e Universal do Reino de Deus, Valter Pereira também juntou uma equipe de seis pessoas para mobilizar filiados e prefeitos do PMDB a recepcionar o presidente nacional do partido, Michel Temer, vice de Dilma, no próximo dia 13, em Campo Grande.
O senador espera reunir de 200 a 300 pessoas no encontro, que deve se transformar em um ato pró-Dilma, no qual Temer buscará “converter” dissidentes. Na campanha regional, a previsão do senador é que Temer fique neutro.

Leia Também