Segunda, 20 de Novembro de 2017

Pedido para correção da poupança segue até o dia 28

22 FEV 2010Por 10h:29
     

Os correntistas que tinham depósitos em cadernetas de poupança em março de 1990, época do Plano Collor I, têm até o dia 28 para entrar com ações na Justiça pedindo a correção monetária devida no período. Como o prazo é curto e os bancos pedem pelo menos 30 dias para fornecer os extratos aos correntistas, a saída agora é entrar na Justiça com ação cautelar de exibição de documentos, caso o interessado não os consiga em tempo hábil. A orientação é do advogado Daniel Dezontini, da Dezontini Sociedade de Advogados. Ele explica, porém, que o prazo depende do mês em que o banco deixou de pagar ao poupador. "Há casos em que o banco parou o pagamento em abril de 1990. Então, o prazo vence em março, no caso do Plano Collor I."

Com informações do Diário Online

Leia Também