Domingo, 19 de Novembro de 2017

Pedida prisão preventiva de suspeita de envenenar bolo

17 MAR 2008Por 16h:00
     

        A Polícia Civil de Campinas, a 95 quilômetros de São Paulo, pediu hoje à Justiça a prisão preventiva da auxiliar de limpeza Alzira Celestino de Afonso, de 46 anos. Principal suspeita de ter envenenado um bolo dado a quatro crianças, com idades entre 9 e 12 anos, no dia 5, Alzira está presa temporariamente desde o dia 7 na cadeia de Indaiatuba, a 102 quilômetros de São Paulo. O prazo da prisão temporária termina na sexta-feira. As quatro crianças ficaram hospitalizadas após comer um bolo de chocolate envenenado com raticida, mas já receberam alta e passam bem.

        Com informações do Estadão

Leia Também