Segunda, 20 de Novembro de 2017

PDT acusa Murilo de promover campanha antes da hora

13 MAI 2008Por 21h:10
     

O PDT ingressou ontem ação na Justiça Eleitoral e no Ministério Público Estadual (MPE) acusando o vice-governador e pré-candidato à Prefeitura de Dourados, Murilo Zauith (DEM), de promover campanha eleitoral antes do prazo autorizado pelos órgãos competentes. A legenda afirma ter provas de que o vice-governador realizou jantar, com comida e transporte gratuitos, para divulgar sua candidatura. O evento teria reunido cerca de seis mil pessoas entre 7 a 10 de maio. Caso a Justiça acate a denúncia, Murilo corre o risco de ficar fora da disputa pelo segundo maior colégio eleitoral do Estado.

 

A medida partiu do Diretório de Dourados. Segundo o presidente municipal do partido, Sérgio Vieira, a legenda reuniu provas e encaminhou o material anexado à denúncia para à Justiça. "Temos filmagens das movimentações e fotos dos eleitores sendo transportados para o evento", contou. Ele informou ainda que o encontro foi divulgado por todos os meios de comunicação da cidade. "Os jornais publicaram notas, anunciando as reuniões para divulgar a candidatura de Murilo", acrescentou.

Leia Também