Terça, 21 de Novembro de 2017

PCC é suspeito de carbonizar corpos de vítimas em São Paulo

8 OUT 2008Por 12h:45
     

        O Primeiro Comando da Capital (PCC) encontrou outra maneira para matar seus desafetos e dificultar a identificação das vítimas: carbonizar os corpos em porta-malas ou no banco de trás de veículos roubados e furtados - semelhante à prática do 'microondas', queima com ajuda de pneus, nos morros cariocas. A Polícia Civil investiga a participação da facção em pelo menos sete dos nove assassinatos desse tipo nos últimos 24 dias na capital e na Grande São Paulo. Em três anos, já são 101 casos.

        Com informações do Estadão

         

Leia Também