Sexta, 24 de Novembro de 2017

Passageiros de avião sobrevivem a pouso em mar cheio de tubarões

20 NOV 2009Por 09h:23
     

        Um jovem piloto australiano está sendo aclamado como herói no país após ter realizado com sucesso um pouso de emergência no Oceano Pacífico, à noite e em águas infestadas por tubarões, salvando a si mesmo e outras cinco pessoas. A aeronave, um jato Westwind da Pel-Air Aviation, adaptado para fazer a remoção de pacientes médicos, partiu da ilha de Samoa com destino a Melbourne, na Austrália, e uma escala para reabastecimento na ilha de Norfolk, cerca de 1,6 mil km a nordeste de Sydney.  Segundo a empresa, estavam a bordo uma mulher "gravemente doente", seu marido e dois médicos, além de um co-piloto.  O tempo em rota estava bom no momento da decolagem, mas uma tempestade se formou antes do pouso em Norfolk, por volta das 21h30 da quinta-feira (hora local, 7h30 em Brasília).  Com pouco combustível e após quatro tentativas de se aproximar da pista, o piloto Dominic James, decidiu pousar no mar.  A aeronave afundou três minutos após o pouso, e todos os ocupantes conseguiram se salvar. Eles, no entanto, tiveram de esperar cerca de uma hora e meia dentro d'água, em um mar cheio de tubarões, até a chegada de barcos de resgate.

        Com informações do Estadão
        

Leia Também