Terça, 21 de Novembro de 2017

Partner aventureiro

18 JUN 2010Por 05h:06
Paulo Cruz, com Autopress

Um segmento de veículos que ainda não emplacou no Brasil, o dos multiuso, acaba de ganhar um novo representante. A Peugeot traz ao mercado o novo Partner, que de quebra, ganha motor bicombustível.

Junto com o propulsor 1.6 16V flex de 110/113 cv, com gasolina ou álcool, o furgão da marca francesa traz um novo visual – na verdade, o mesmo adotado na Europa em 2005 – e ainda passa a ter, além da versão de carga, uma configuração para passageiros. E como a ideia é seduzir os brasileiros, a Peugeot recorreu a outra mania nacional: o visual aventureiro. Assim como o Fiat Doblò tem a Adventure e o Renault Kangoo, a Sportway, a Partner de passageiros surge com a versão Escapade.

Com tudo isso, a marca acredita que o furgão produzido em Palomar, na Argentina, vai multiplicar as vendas no Brasil. Atualmente, apenas na versão de carga, o modelo comercializa a média de 75 unidades mensais. Nessa “nova fase”, seriam 200 unidades para a versão de carga e 200 para a de passageiros a cada mês – 400 no total. Não é pouco, considerando-se que o líder Fiat Doblò emplaca 1000 unidades/mês e o Renault Kangoo, 200.

A Peugeot acredita que a nova Partner pode pegar carona no recente lançamento da picape compacta Hoggar, baseada na linha 207. Com a picape, a marca passou a atuar no mercado de veículos comerciais e o furgão poderia se valer disso. Ainda mais com o novo visual, que deixou o modelo mais simpático. A frente foi redesenhada, com faróis de maiores dimensões, detalhes em preto nos parachoques e nova grade. Além disso, a Partner chega com preços bem agressivos. A versão de carga só chega em julho e deve se manter em um preço próximo ao atual, de R$ 36.100. Mas a configuração de passageiros mais simples, designada 1.6 L, começa em R$ 45.200. Ela tem direção, travas elétricas com comando remoto, vidros dianteiros e retrovisor direito elétricos. O Doblò de entrada tem a mais apenas o computador de bordo, usa um motor mais fraco, 1.4 litro de 86 cv, e custa R$ 51.530. O Kangoo de entrada, Authentique, custa R$ 45.320, é menos equipado e só tem duas portas. Uma vantagem das rivais é a possibilidade de agregar mais lugares – até sete – e vários opcionais. O modelo da Peugeot só tem os opcionais instaláveis em concessionária.

A Escapade é a que vai representar a maior parte das vendas da configuração de passageiros. De importante, ela vem a mais com ar-condicionado e detalhes visuais e de acabamento e sai a R$ 50.600. A Escapade Pack agrega ainda rodas de liga leve, ABS, airbag duplo, faróis de neblina, computador de bordo e tela multifunções no painel. Este pacote custa exatos R$ 5 mil e eleva o total a R$ 55.600. Um preço que deixa a Partner competitiva. O Kangoo equivalente sai a R$ 53.920, mas não tem ABS. Já o Doblò é mais equipado, inclusive com o sistema Locker, mas custa R$ 63.970.

Leia Também