Quinta, 23 de Novembro de 2017

Parecer da procuradoria da Câmara é contra posse de suplentes

1 OUT 2009Por 09h:23
     

         

         

O parecer da procuradoria jurídica da Câmara Municipal de Campo Grande é contrário à posse imediata dos seis suplentes de vereadores antes da diplomação, prevista para 13 de outubro. "Se a Justiça determinar que é para dar posse, vou dar posse. Mas até agora ninguém determinou", disse o presidente da Casa, Paulo Siufi (PMDB).

Nos bastidores, circulava a informação de que os suplentes estariam tentando conseguir um mandado de segurança para garantir a posse imediata. Tony Ueno, um dos seis que está na expectativa de conseguir uma vaga como vereador, disse que a hipótese de ingressar com mandado "está totalmente descartada".

Leia Também