Sexta, 17 de Novembro de 2017

Parada Gay de Brasília defende voto consciente

15 AGO 2010Por 20h:30
     Os organizadores da 13ª Parada do Orgulho LGBTS (gays, lésbicas, bissexuais, travestis e e transexuais) de Brasília estão frustrados com os candidatos que garantiram apoio às causas do movimento nas eleições de 2006, mas ignoram a promessa ao longo do mandato. Por isso, apresentaram como tema do evento, que ocorre hoje (15) no Plano Piloto, o voto consciente, sob o lema Pela igualdade, a força do nosso voto.

 

O tema é o mesmo da parada de 2006, ano em que também houve eleições. ?Já fomos traídos por candidatos que não cumpriram com as promessas de apoiar a causa arco-íris [que defende os direitos dos LGBTS]. Por questões éticas, não vamos divulgar os nomes desses políticos?, disse o coordenador da parada, Mílton Santos.

 

?O que queremos é alertar nosso público sobre a necessidade de se ter mais atenção na hora de escolher os candidatos e mobilizá-los para o voto consciente e em defesa da cidadania LGBTS. Mas sem levantar bandeiras para candidatos?, acrescentou Santos.

 

A organização do evento pretende apresentar até setembro um manual para o eleitorado LGBTS, contendo instruções sobre como escolher candidatos e disponibilizar um termo de compromisso a ser assinado por candidatos a todos os cargos eletivos do Distrito Federal.

 

O movimento pretende também dar visibilidade à causa arco-íris. ?Precisamos mostrar que estamos em todos os lugares e que a homossexualidade faz parte da raça humana?, disse Santos.

 

A Parada do Orgulho de LGBTS de Brasília é uma das mais antigas do país. A primeira foi feita em 1997, um ano depois das paradas do Rio de Janeiro e de São Paulo. A expectativa é de que 40 mil pessoas participem da parada deste ano.

Leia Também