Quarta, 22 de Novembro de 2017

CAMPO GRANDE

Para prefeito, chuva não atrasa término de obras

16 SET 2010Por Daniella Arruda e Silvia Tada02h:31


Obras para contenção de enchentes tiveram uma pequena parada por conta da chuva da última terça-feira, mas, por estarem adiantadas, o cronograma de atividades não ficou prejudicado. A avaliação é do prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad, que estima que no início de dezembro as quatro frentes de obras estejam concluídas. São elas: a Rua Ceará, na altura do campus Anhanguera/ Uniderp,  Ricardo Brandão, abaixo do viaduto da Ceará, Mato Grosso com Via Parque e o acesso ao Shopping Campo Grande pela Avenida Afonso Pena.
“Hoje (ontem) de manhã, percorri todas as obras e elas estão até adiantadas. Se o tempo continuar ajudando, vamos entregar todas dentro do prazo”, disse o prefeito.
As obras, de caráter emergencial, integram projeto de contenção de enchentes financiado com verbas do Ministério das Cidades, por meio da Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec) e registro no documento Formulários de Avaliação de Danos (Avadan), ao custo total de R$ 13 milhões, compreendendo série de intervenções nas galerias de águas pluviais situadas nas ruas Ceará, Ricardo Brandão, Mato Grosso e Paulo Coelho Machado. Deste total de recursos, R$ 3 milhões foram destinados para a primeira etapa, que inclui as imediações da Rua Ceará e Avenida Ricardo Brandão, onde foram verificados os danos de maior gravidade. A prefeitura ainda aguarda pela liberação dos outros R$ 9 milhões.

Asfalto
Paralelamente às obras subterrâneas, foi realizado trabalho de recapeamento das vias públicas situadas no entorno dos córregos Prosa, Vendas e Sóter, que concentraram mais estragos por causa das chuvas de 27 de fevereiro deste ano. A recuperação do asfalto do último trecho, que compreende a Rua Joaquim Murtinho a partir da rotatória com a Avenida Eduardo Elias Zahran e Ceará até a Rua Pestalozzi, próximo ao Centro de Convivência Vovó Ziza, foi concluída na semana passada.
Ao todo, foram recapeadas toda a extensão da Joaquim Murtinho entre a Rua Rui Barbosa e a rotatória com a Rua Ceará; a Rua Pestalozzi, entre as ruas Joaquim Murtinho e Ricardo Brandão; Jeribá, entre as rotatórias da Ricardo Brandão e Rua Raul Pires Barbosa; Rubens Gil de Camilo, da rotatória com a Ricardo Brandão até o cruzamento com a Avenida Afonso Pena; e trecho da Ricardo Brandão, das proximidades do viaduto com a Rua Ceará até a rotatória de acesso às ruas Jeribá e Rubens Gil de Camillo.
Atualmente, a prefeitura está realizando recapeamento das ruas Doutor Antônio Arantes e Raul Pires Barbosa, na região da Chácara Cachoeira. Estas obras não fazem parte do projeto de contenção de enchentes financiado pelo governo federal.

Leia Também