Sábado, 18 de Novembro de 2017

Para caminhoneiros, excessiva carga de trabalho da categoria é um crime

26 JUN 2008Por 17h:40
     

Presidentes de entidades responsáveis pelos caminhoneiros alertaram que a excessiva carga horária de trabalho imposta aos caminhoneiros tem que ser vista como crime. Representantes das entidades da categoria participaram hoje (26) de uma audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) para discutir as condições de trabalho, salário, segurança e saúde dos motoristas de transporte coletivo e de carga.

 

Segundo o presidente do Sindicato dos Caminhoneiros de Porto Alegre, Marco Antônio Ferreira de Carvalho, a excessiva carga horária de trabalho é hoje um dos principais problemas enfrentados pelos motoristas. Em sua exposição, ele explicou que, para cumprirem o horário, os motoristas de caminhão e ônibus acabam recorrendo a remédios e comprometendo a própria segurança nas estradas. Já na opinião do presidente do Movimento União Brasil Caminhoneiro, Nélio Botelho, todos os problemas da categoria estão relacionados à questão do frete.

 

Com informações da Agência Senado

Leia Também