Sábado, 18 de Novembro de 2017

Para André, quem fala em política agora é “ocioso“

29 JAN 2010Por 09h:28
O governador André Puccinelli (PMDB) repetiu ontem que só falará sobre política a partir de 31 de março e chamou aqueles que tratam do assunto de “ociosos” ao ser questionado sobre a decisão do prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), de apoiar a candidatura de Dilma Rousseff à Presidência da República. “Agora é hora de trabalho de homens e mulheres sérios, de pessoas que se importam com os sul-mato- grossenses. Queremos todos trabalhando pelo nosso Estado e mostrarmos, pelo exemplo das ações e não pela retórica das falácias, o que alguns ficam, só por estarem ociosos e não terem o que fazer, falando”, declarou o governador ontem, durante solenidade na governadoria. Puccinelli ainda aproveitou o ato para fazer piadas, envolvendo petistas. Ele insinuou que o PT fez pouco para o Estado, comparando as ações do partido com a altura do deputado federal Antônio Carlos Biffi (PT) e do ex-deputado federal João Grandão (PT), presentes no evento. “Se o PT trabalhasse tanto quanto o tamanho do João Grandão e rendesse pelo menos o tamanho do Biffi, ele ia para frente”, provocou. O governador também comentou a ausência do prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha (PT). Ele brincou que o petista não compareceu ao evento para não pegar em sua mão, durante cumprimento das autoridades e convidados. Ruiter está de férias e mandou seu vice, Ricardo Éboli, que é do PMDB, para representá-lo no evento coordenado pelo governador. (LK)

Leia Também