Sábado, 25 de Novembro de 2017

Para analistas, petróleo abaixo de US$ 50 afeta exploração do pré-sal e etanol

23 NOV 2008Por 16h:30
     

 

A queda do preço do barril de petróleo, que perdeu dois terços de seu valor desde o pico de quase US$ 150 atingido pelo barril em junho, promete ser um empecilho para duas "vedetes" do mercado brasileiro: o crescimento internacional etanol e a exploração do petróleo do pré-sal. Entretanto, segundo especialistas ouvidos pelo G1, a tendência é que o abalo seja de curto prazo e que os investidores voltem após o fim da turbulência internacional.

Para especialistas, caso a queda continue para níveis inferiores a US$ 40, a exploração do pré-sal pode se tornar mais economicamente inviável. ?Pelos próximos 12 a 14 meses, a média não fica acima de US$ 50 ou US$ 60. A dúvida é se vai estabilizar nos US$ 50 ou nos US$ 60. Antes de 2010, não teremos petróleo na casa dos US$ 100 novamente?, diz Adriano Pires, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Com informações do G1

Leia Também