Sexta, 24 de Novembro de 2017

Papa pede proibição das bombas de fragmentação

18 MAI 2008Por 15h:03
     

        O papa Bento XVI pediu neste domingo em Gênova (noroeste da Itália) a adoção de uma convenção internacional que proíba a utilização de bombas de fragmentação, nas vésperas do início de uma conferência diplomática sobre esse tema em Dublin.

        Esse tipo de bomba, ao ser lançada, se abre, espalhando dezenas de munições explosivas.

        "Desejo que graças à responsabilidade de todos os participantes cheguemos a um instrumento internacional forte e crível" para proibir as bombas de fragmentação"r, declarou o papa durante a oração do ngelus, recitada em uma Praça de Gênova durante uma viagem à região.

        "É necessário remediar os erros do passado e evitar que se repitam no futuro", disse Bento XVI.

        O pontífice rezou pelas vítimas das bombas e por suas famílias, e destacou que algumas delas participarão da conferência de Dublin.

Leia Também