Domingo, 19 de Novembro de 2017

Papa Bento 16 pede fim de conflito no Oriente Médio

7 JUN 2010Por 08h:59
     

O papa Bento 16 pediu no domingo um "esforço conjunto internacional" para reduzir a tensão no Oriente Médio antes que haja mais derramamento de sangue.

O apelo do papa coincidiu com a publicação de um documento do Vaticano sobre o Oriente Médio que apontou "desrespeito às leis internacionais", abuso aos direitos humanos e êxodo de cristãos da região em conflito, em especial nos países árabes.

"Reitero meu apelo pessoal por um esforço internacional conjunto para resolver as tensões no Oriente Médio, especialmente antes que tais conflitos causem ainda mais derramamento de sangue", disse Bento 16.

No sábado, a marinha israelense abordou um navio que levava ajuda humanitária para Gaza sem que houvesse violência a bordo. Isso aconteceu dias depois que as forças armadas israelenses mataram nove pessoas num navio turco de ajuda à Palestina. Os israelenses estão mantendo um bloqueio naval e terrestre à Faixa de Gaza que até seus aliados mais próximos, os Estados Unidos, dizem ser insustentável.

O papa completou sua viagem de três dias a Chipre com uma missa para a pequena comunidade católica nesta ilha dividida, uma encruzilhada política e cultural entre a Europa e o Oriente Médio.

No fim da missa, o papa simbolicamente entregou um texto de 40 páginas para discussão em uma reunião de bispos do Oriente Médio no Vaticano em outubro. "Há décadas que o conflito entre israelenses e palestinos, o desrespeito às leis internacionais, o egoísmo das grandes potências e a falta de respeito aos direitos humanos têm desestabilizado a região, impondo a populações inteiras um nível de violência que as deixa à beira do desespero", disse o documento.

As informações são da Reuters

Leia Também