Domingo, 19 de Novembro de 2017

Palmeiras supera o Vitória com gol no fim

7 JUN 2009Por 21h:30
     

        Da redação

        O Palmeiras bateu o Vitória por 2 a 1, neste domingo, no Palestra Itália, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, de modo dramático. Após ser dominado em quase toda a partida, o time paulista ganhou com um gol do zagueiro Maurício Ramos, marcado aos 45 minutos do segundo tempo. O resultado deixou o time paulista com oito pontos e encerrou um jejum de cinco partidas sem triunfo.
        O Vitória, que foi prejudicado por um erro de arbitragem no primeiro tempo, quando Marcos tirou uma bola de dentro do gol, tem nove pontos. Luxemburgo promoveu a estreia de Henrique na lateral-direita do Palmeiras neste domingo. Já Mozart foi mantido no meio-campo ao lado de Pierre com a intenção de bloquear as rápidas descidas de Apodi, do Vitória, o que não aconteceu na primeira etapa.
        O Palmeiras, porém, estava desorganizado taticamente. A bola quase sempre caía nos pés de Diego Souza no meio-campo, mas o jogador não tinha com quem tabelar. Marcado, ele teve problemas para ligar o ataque. Obina e Keirrison tiveram de recuar para procurar as jogadas, mas quase sempre foram desarmados pelo Vitória.
        O time de Vanderlei Luxemburgo também teve problemas na defesa. O lateral-direito Apodi teve muito espaço para avançar e por várias vezes fez cruzamentos perigosos. O Vitória só não marcou no primeiro tempo devido ao goleiro Marcos, à falta de pontaria de Adriano e ao preciosismo de Vanderson.
        Marcos, aliás, fez um verdadeiro milagre e literalmente tirou um gol do Vitória. Aos 40 minutos, Apodi cruzou para Roger, que cabeceou. O goleiro saltou no canto direito e tirou a bola após ultrapassar a linha, mas a arbitragem mandou o lance seguir.
        Luxemburgo teve tempo para reorganizar o time no intervalo, mas não o fez. O Vitória agradeceu e marcou o gol logo no primeiro minuto da etapa final. Em contra-ataque, Leandro Domingues recebeu lançamento e bateu para o gol. Marcos fez a defesa e deu rebote. Totalmente livre, Apodi só empurrou para as redes: 1 a 0.
        Logo depois, o treinador do Palmeiras fez modificações. Mozart e Henrique, apagados, saíram para as entradas de Ortigoza e Souza, respectivamente. O time seguiu com problemas defensivas, mas passou a pressionar o Vitória, mesmo sem muita organização.
        E de tanto pressionar, o Palmeiras encontrou o empate. Aos 20 minutos, Cleiton Xavier deu passe para Ortigoza. O paraguaio entrou na área e bateu na saída de Viáfara. O empate não só deu mais empolgação para o clube alviverde, como deixou o jogo no Palestra Itália dramático, em alta velocidade.
        O Palmeiras foi todo para o ataque. O Vitória continuou apostando nos contra-ataques. Aos 28 minutos, Roger saiu na cara do gol e chutou. Marcos defendeu. Na sequencia da jogada, Leandro Domingues chutou de longe e acertou o travessão.
        O time baiano teve chances para definir a partida, não conseguiu e foi castigado. Aos 45 minutos, Cleiton Xavier cobrou escanteio. O zagueiro Maurício Ramos apareceu de surpresa e testou para o fundo das redes. (informações do Estadão)
        

Leia Também