Sábado, 18 de Novembro de 2017

Palco itinerante

13 MAR 2010Por 07h:25
Arte e cultura passam a circular pelos bairros de Campo Grande por meio do Caminhão da Cultura, que inicia suas atividades hoje, às 20 h, na Esplanada dos Ferroviários, em frente ao Armazém Cultural. Para a inauguração haverá show do grupo Filho dos Livres, além das apresentações da Cia. de Artes da Uniderp, Cia. de Dança Beatriz de Almeida, Dançurbana, Funk-se e o grupo teatral Unicórnio. Todas as apresentações serão feitas no veículo, que conta com estrutura para apresentações de teatro, dança, música, cinema, entre outras manifestações. “Um dos nossos grandes objetivos sempre foi permitir o acesso de toda a população à cultura e à arte, mas havia um sério problema quanto à estrutura. Até então, a música sempre foi privilegiada, por não necessitar de camarins, como o teatro e a dança. Com o caminhão resolvemos isso”, alega Roberto Figueiredo, diretor de cultura da Fundac. Além do camarim, o caminhão tem um palco, que pode chegar a cinco metros, e coxia. Montado, o Caminhão da Cultura funciona como um teatro a céu aberto, permanecendo sexta, sábado e domingo em cada bairro. A iniciativa surgiu após uma viagem do presidente da Fundação Municipal de Cultura (Fundac), Athayde Nery, para um fórum em Tocantins. “Ele conheceu um projeto semelhante e decidiu aplicá-lo aqui. A prefeitura deu todo o apoio e agora o projeto saiu do papel”, afirma Roberto Figueiredo, diretor de cultura da Fundac. A partir de agora, o veículo será levado semanalmente a diversas regiões da cidade, democratizando a cultura e permitindo que os talentos dos bairros tenham espaço para se apresentar. No Festival Novos Talentos, artistas locais subirão ao palco e, no final do semestre, os melhores trabalhos serão selecionados para participar de um evento na Concha Acústica Família Espíndola, na Praça do Rádio Clube. Para entrar no festival, os artistas devem se inscrever na Fundac, assim como os representantes dos bairros que desejarem receber o caminhão. O primeiro local contemplado será o Jardim Batistão, que recebe o veículo na próxima sexta. Durante o final de semana, se apresentam o músico Ivo de Souza, o grupo Nação Latina e a trupe teatral Unicórnio, com o espetáculo “O sapo encantado e outras histórias”. “Pretendemos levar em conta o que os moradores querem ver, mas vamos criar uma certa rotatividade de artistas, para que não se repitam sempre”, esclarece Roberto. No último fim de semana do mês, o caminhão segue para o Bairro Maria Aparecida Pedrossian. Segundo o diretor de cultura, bairros que não tiverem estrutura para receber espetáculos serão privilegiados. “Mas não são só os bairros que ganham. Os artistas, tanto grandes, quanto pequenos, também terão espaço para se apresentar”, aponta Roberto. O diretor afirma que as atrações principais receberão cachês. “Os artistas do bairro participarão do festival, por isso não ganham”, pontua.

Leia Também