Domingo, 19 de Novembro de 2017

Padre nega uso de dinheiro da igreja com garotos de programa

21 JUL 2010Por 20h:00
     

O padre Kevin J. Gray, 64, do estado Americano de Connecticut, negou nesta quarta-feira (21) no tribunal ter furtado US$ 1,3 milhão ao longo de sete anos para gastar com garotos de programa, roupas casas e hotéis e restaurantes de luxo.

O ex-pastor da paróquia do Sagrado Coração em Waterburi foi acusado formalmente em 6 de julho por roubo em primeiro grau. Seu advogado, Dennis Harrigan, afirmou nesta quarta na Corte Superior de Waterbury que seu cliente é inocente.

Gray foi responsável pela paróquia entre janeiro de 2003 e abril de 2010, quando recebeu licença médica. Depois, foi suspenso de suas funções.

        Ele está preso, sob fiança de US$ 750 mil.

         

        (G1)

Leia Também