Sábado, 18 de Novembro de 2017

Organização prevê crescimento mundial menor

20 SET 2008Por 09h:15
     Qualquer ilusão de que os países emergentes, entre eles o Brasil, seriam poupados de uma crise internacional deve agora ser abandonada. A conclusão é da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). A entidade está revendo para baixo a projeção de crescimento mundial para 2008 e 2009 e acredita que o real deve ser uma das moedas mais pressionadas nos próximos meses.

        

        "O contágio da crise sobre os emergentes já está ocorrendo. Não há mais dúvida", disse Luis de Mello, economista da OCDE. Há três meses, a entidade com sede em Paris estimou que o crescimento da economia brasileira para 2008 ficaria em 4,8%, bem acima do 1,8% de crescimento da média mundial. Para 2009, a taxa seria reduzida para 4,5%, mas bem acima do 1,7% de crescimento no mundo.

        Com informações do Estadão

         

Leia Também