Sábado, 18 de Novembro de 2017

Orcírio insiste em ter o controle do PT em MS

13 FEV 2009Por 22h:40
     

MARIA MATHEUS

 

Faltando mais de um ano para a disputa pela sucessão estadual, o ex-governador José Orcírio dos Santos (PT) já faz planos de como será a sua campanha ao Governo e está irredutível: avisou que não abre mão de ter  o comando do PT de Mato Grosso do Sul. Mas a postura inflexível do ex-governador deve encontrar resistência do senador Delcídio do Amaral (PT), que não aceita sentar para negociar se José Orcírio impuser condições.

 

Orcírio quer estar a frente do diretório estadual para conduzir pessoalmente as alianças para 2010. Ele argumenta que tem trânsito entre as lideranças partidárias para construir uma coligação forte, capaz de vencer o governador André Puccinelli (PMDB), possível candidato à reeleição. "Eu respeito muito o senador e o Amarildo (Cruz, atual presidente do PT), mas o problema é que o Amarildo é deputado estadual, nenhum outro partido vai procurá-lo, porque sabe que ele está olhando para o umbigo dele, é natural, é legítimo", apontou. Segundo o ex-governador, caso não consiga o apoio do grupo de Delcídio para ser o presidente do partido, vai disputar o cargo no voto. A eleição ocorre em 22 de novembro.

 

Orcírio confirmou que passará o carnaval em Corumbá, mas garantiu que ainda não há encontro marcado com Delcídio.

Leia Também