Quarta, 22 de Novembro de 2017

ALIADO DO PMDB

Orcírio diz que Trad faz “política sem rancor“

4 FEV 2010Por ADILSON TRINDADE E MARIA MATHEUS23h:23
O ex-governador José Orcírio dos Santos (PT) classificou como “gesto de grandeza dos que fazem política sem rancor” a atitude do prefeito Nelsinho Trad (PMDB) de anunciar apoio à pré-candidatura da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), à Presidência da República. Orcírio atribuiu a decisão de Nelsinho à gratidão dos investimentos feitos pelo governo federal no Estado. “Independente de o PMDB ir ou não dividido no processo eleitoral, é um ato de grandeza dos que fazem política sem rancor e o reconhecimento e a demonstração de gratidão, por tudo o que presidente Lula fez para Mato Grosso do Sul”, afirmou, referindo-se ao prefeito. “A população sabe que as obras que estão aí são do governo federal e que Lula e a bancada federal, incluindo senadores, são os grandes responsáveis por elas. O prefeito teve sensibilidade de entender isso”, disse o ex-governador. Retorno José Orcírio retomou suas atividades, após férias em Santa Catarina, participando ontem de almoço na Showtec, feira tecnológica de Maracaju. Além do prefeito do município, Celso Vargas (PTB), estavam presentes vereadores e lideranças ruralistas da região. Na sexta-feira, o ex-governador vai a Dourados, onde se reúne com empresários e sindicalistas e participa do casamento do filho do exprefeito Humberto Teixeira. No sábado, ele participará da missa de sétimo dia da morte de sua mãe, Assunção Miranda dos Santos, que acontece na Igreja Sagrado Coração de Jesus, na Avenida Mato Grosso, em Campo Grande. Propostas No encontro em Maracaju, Orcírio recebeu sugestões para eventual terceiro mandado e apresentou propostas de criação de secretaria ligada ao agronegócio e de fundo de apoio a produtores. Ele afirmou que uma de suas primeiras medidas, se for eleito, “será refundar a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) e desprivatizar o Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de MS), que, além de ter dobrado seus tributos, teve sua finalidade totalmente desvirtuada e não tem mais cumprido sua finalidade”. O ex-governador garantiu ainda aos produtores rurais de Maracaju que irá cumprir “sem ranço e nem arrogância e dentro da mais absoluta legalidade” todos os mandados de reintegração de posse. “Quando herdei o governo do PMDB, lembramos, em conversa com o ex-senador Lúdio Coelho, que tínhamos 55 reintegrações de posse de fazendeiros e cumprimos todas, sem nenhum tipo de terror”. O petista disse que vai estudar a sugestão de criar um fundo que não onere produtores, mas colabore nas pesquisas e apoio à cultura da soja. Ele também analisa medida semelhante para divulgação da carne de Mato Grosso do Sul.

Leia Também