Segunda, 20 de Novembro de 2017

Oposição ameaça ir ao STF contra a CPMF

21 MAI 2008Por 20h:29
     

Lívia Ferreira

 

Respresentante da oposição, o presidente do DEM, Rodrigo Maia (RJ), declarou hoje à Agência Estado nque irá contestar de todas as formas a idéia da base governista de recriar uma contribuição sobre movimentação financeira, se a proposta for apresentada por meio diferente que não uma emenda constitucional.

"Vamos esgotar todos os argumentos legislativos e jurídicos para impedir a aprovação de uma nova CPMF. Tudo o que for imposto novo, nós vamos votar contra", disse Rodrigo Maia.

O argumento a ser utilizado pelo DEM é de que a proposta de criar uma CPMF nos moldes da Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), uma das hipóteses levantadas pela base aliada, é apenas uma manobra inconstitucional para driblar a necessidade de mais votos para votar uma PEC. Na sua avaliação, a nova proposta apenas repete a PEC que foi rejeitada em dezembro no Senado. Maia acredita, no entanto, que o Governo não conseguirá voto para aprovar a proposta.

Leia Também