Quarta, 22 de Novembro de 2017

Operadoras podem dar fim aos planos ilimitados de dados, diz pesquisa

24 AGO 2010Por 18h:20
     

        Para reduzir o congestionamento nas redes e reduzir gastos pensando nos investimentos para a próxima geração de redes de tráfego de dados móveis, as operadoras de telecomunicações devem repensar a oferta de planos de dados ilimitados.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo escritório de advocacia Freshfields Bruckhaus Deringer com 391 executivos da indústria da mobilidade de 55 países, 48% dos entrevistados consideram o desenvolvimento de um novo modelo de preços um "desafio crítico", mas devem trabalhar nisso nos próximos três anos.

Também chega à quase metade (47%) os executivos que argumentam que o modelo de tarifa fixa para planos de dados ? nos quais o usuário navega ilimitadamente ? está impedindo que suas companhias aumentem seu faturamento.

Para a maioria deles (60%), mecanismos de preços vão resolver ou adiar o excesso de tráfego nas redes, causado pela grande adoção de dispositivos móveis conectados à internet, como os smartphones.

Pague o quanto usa

Uma mudança em direção a modelos de cobrança de acordo com o uso (em vez de tarifa fixa ou plano ilimitado) está baseada em uma previsão de aumento no consumo de dados. Em mercados maduros, 37% dos executivos acreditam que o download de aplicativos será a principal fonte de receita nos próximos três anos, ultrapassando a voz (36%) e o download de vídeos (32%), aponta o estudo.

"As operadoras móveis estão remodelando suas estratégias de preços, enquanto procuram novas ofertas de produtos. Elas estão vivendo um desafio duplo: maximizar seu faturamento com os serviços existentes, protegendo sua margem de lucros, e gerenciar o aumento da pressão sobre suas redes", declarou a vice-presidente da área de mobilidade da Freshfields, Natasha Good. "Os preços baseados no uso são uma solução lógica e os órgãos reguladores dos diferentes países devem ser favoráveis, pois eles se preocupam com a forma como é gerenciado o tráfego de internet", completou.

Nos países em desenvolvimento, no entanto, o cenário de precificação dos serviços de telecom difere um pouco. Segundo a pesquisa, neles, 78% das operadoras acreditam que planos de voz e dados com preço fixo são mais viáveis, comercialmente.

Leia Também