Terça, 21 de Novembro de 2017

ONGs defendem moratória contra biocombustíveis

15 ABR 2008Por 09h:13
     

        Representantes de organizações não-governamentais (ONGs) ligadas à soberania alimentar defenderam hoje (14), primeiro dia da 30ª Conferência Regional da Organização da Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), uma moratória internacional contra os biocombustíveis, entre eles o etanol e o biodiesel brasileiros.
        

        O argumento das ONGs é o de que o estímulo aos biocombustíveis compete com a produção de alimentos e gera conflitos nos países pobres. A utilização de cana-de-açúcar, e não milho, para produção de etanol também é um dos argumentos do governo brasileiro para defender a compatibilidade das atividades.

        Com informações da Agência Brasil

Leia Também