Segunda, 20 de Novembro de 2017

Oito brasileiros largam no grid das 500 Milhas de Indianapolis

29 MAI 2010Por 15h:05
     

        Da redação

         A 94.ª edição das 500 milhas de Indianapolis, nos Estados Unidos, terá um significado especial para norte-americanos e brasileiros. Para os anfitriões, o evento abre as comemorações do centenário, a ser celebrado no ano que vem (a primeira corrida foi em 1911 e deixou de ser disputada durante as duas Grandes Guerras Mundiais). Para os brasileiros, além da possibilidade de ter Hélio Castroneves como único estrangeiro figurando no grupo de tetracampeões, o País terá participação recorde: oito pilotos no grid de largada.
        Para alguns veteranos, a prova é ainda um desafio. Tony Kanaan já foi campeão da Fórmula Indy, mas nunca venceu em Indianapolis O piloto bateu duas vezes nos treinos classificatórios e larga em último, 33.º. Outro que está com a corrida "enroscada" é Vitor Meira, vice-campeão duas vezes. O piloto teve problemas no Pole Day e larga em 30.º.
        Para outros, o momento é de emoção. Bia Figueiredo será a melhor estreante no grid. Larga em 21.º e se impressionou com o traçado oval. "A velocidade é muito grande. Para andar a 280km/h, você precisa ter muita confiança no carro". O objetivo é chegar ao fim da prova.
        Mário Moraes não terminou a corrida no ano passado e acredita que, mais experiente, terá melhor sorte. Dominar a ansiedade é o principal desafio antes da corrida para o piloto, que larga em 13.º. "Na pista a maior dificuldade será não perder o foco em sete horas de prova".
        Entre os outros pilotos brasileiros na corrida, Rafael Matos larga em 12.º; Bruno Junqueira, em 25.º; e Mario Romancini, em 27.º. (Do Estadão)

Leia Também