Sábado, 25 de Novembro de 2017

O encanto da sala de jantar

16 ABR 2010Por 02h:26
Marcella Brum, Bolsa de Mulher

Da mesma maneira que necessitamos que uma sala de estar tenha grande conforto, o correto é que a sala de jantar seja perfeita para o convívio, não fosse essa a sua razão de existir. A decoração de uma sala de jantar deve ser feita conforme a utilização que lhe vai dar – receber vários convidados, por isso deseja uma sala de jantar com todos os requintes? Tem uma grande família e diversas crianças, devido a isso, necessita de uma sala de jantar grande e prática? Precisa dividir a sala de jantar com a sala de estar? Deseja uma sala de jantar multifuncional? No que se refere aos móveis, vai escolher pela tradicional madeira, o clássico vidro ou vai ser mais ousado com peças de design em ferro ou latão?

Multifuncionalidade
Será sempre mas fácil decorar uma sala de jantar com a sua própria divisão do que uma sala de jantar que terá de partilhar o seu espaço com uma sala de estar e/ou cozinha. Há ainda quem, por falta de espaço e/ou devido ao estilo de vida que adaptou, quer rentabilizar a sala de jantar como escritório ou espaço de estudo para as crianças. Parece complicado? Não é. O truque é conseguir uma harmonia entre as cores (os tons quentes estimulam a conversa!) e estilos, ao mesmo tempo que se consegue manter a fluidez do espaço e do movimento. Por vezes, bastam dois grandes tapetes para diferenciar um ambiente do outro, mas existem outras soluções igualmente criativas e funcionais: portas de correr, cortinas, um simples biombo ou outra peça de mobiliário de grandes dimensões para traçar uma divisória bem marcada. Planejar o espaço é o primeiro e o mais importante dos passos quando se trata de decorar uma sala de jantar.

À volta da mesa
Ponto de interesse central de uma sala de jantar é em torno da sua mesa que tudo vai, literalmente, girar! A sua escolha deve ser ponderada, para ser acertada – é que a mesa certa, pousada sobre um tapete vistoso ou centrada em frente a uma janela, é meio caminho andado para uma decoração perfeita. Porém, a dimensão da mesa deve ser sempre escolhida tendo em conta o espaço disponível: certifique-se de que as pessoas sentadas terão espaço suficiente para as pernas, para se levantarem e circularem sem incomodar os restantes convidados. É precisamente por isso mesmo que um dos modelos de mesa de jantar mais procurados são as extensíveis, que crescem conforme a necessidade. Mas existem outras soluções, igualmente apelativas: sabia que a mesa redonda é a preferida para conversar e que suaviza uma sala muito rígida? Uma pequena mesa quadrada é a melhor solução para um espaço apertado? As mesas retangulares e compridas favorecem as salas retangulares? Descubra a ideal para você.

Detalhes que fazem diferença
Escolhida a mesa, que venham as cadeiras! E não estamos falando de poltronas pesadas em veludo, embora hoje valha quase tudo em torno da mesa de jantar. Desde um conjunto de cadeiras iguais, a cadeiras diferentes (um ou dois modelos distintos), passando por pequenos sofás ou mesmo cadeiras de um lado e um sofá do outro (no fim da refeição é só afastar a mesa e saborear o café no conforto do sofá!). A escolha dos respectivos tecidos também deve ser levada em conta com o estilo de vida, se existem ou não crianças – uma das grandes vantagens dos padrões é a sua capacidade de camuflar sujeiras indesejadas e, nesse sentido, pode sempre optar por capas laváveis. O mesmo não se pode dizer do couro ou da camurça, que requer outros tipos de cuidado. Há ainda quem prefira os bancos de madeira compridos, ao natural, com almofadas forradas em tecido ou uma combinação dos dois. Bancos móveis e escamoteáveis  (que facilmente podem ser arrumados debaixo da mesa) também fazem parte das soluções criativas para quem tem pouco espaço. Enfim, uma coisa é certa, ninguém vai ficar de pé!

Leia Também