Segunda, 20 de Novembro de 2017

O atendimento particular para gripe suína em SP ainda é bem mais rápido

16 AGO 2009Por 15h:00
     

Da Redação

O tratamento da gripe suína em São Paulo é considerado de excelência por especialistas, tanto na rede pública quanto nos hospitais particulares. Segundo alguns médicos se as instalações são superiores em hospitais privados, os medicamentos e o procedimento adotados seguem as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde em todos os locais de atendimento para a doença. No entanto, escolher entre o pronto-atendimento público e um particular pode significar uma espera de horas.

A médica infectologista e pesquisadora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Nancy Bellei, afirmou que não há diferença essencial no tratamento dispensado a usuários do SUS e da rede particular, mas acredita que haja contrastes na qualidade das instalações, do material e a expertise dos próprios profissionais.

"Os dois têm competência para tratar. Pode ser que na rede particular a hotelaria seja melhor, mas a qualidade médica, que é o que interessa, é a mesma, inclusive muitas vezes com os mesmos profissionais", disse o médico infectologista David Uip, responsável pelo maior centro de tratamento de doenças infecto-contagiosas em São Paulo, o Instituto Emilio Ribas. Entre os cuidados destacados, a distribuição imediata de máscaras cirúrgicas para os pacientes com suspeita de gripe.

 

Com informações do terra

Leia Também