Segunda, 20 de Novembro de 2017

Novo Horizonte quer R$ 10 milhões

22 JAN 2010Por 08h:26
Em Novo Horizonte do Sul, prejuízo causado pelas chuvas deve ultrapassar R$ 10 milhões. O cálculo é do coordenador da Defesa Civil em Mato Grosso do Sul, coronel bombeiro Ociel Ortiz Elias. O valor é superior ao estimado pelo Governo para resolver os estragos em todo o Estado. De acordo com Ociel, o município foi o mais prejudicado com as fortes chuvas e por isso o decreto de situação de emergência não passou pela prefeitura. “A situação em Novo Horizonte do Sul é gravíssima. O decreto de emergência foi feito diretamente pelo Estado, para ser mais rápido o processo de liberação de recursos em Brasília”, declarou o coordenador da Defesa Civil. O documento foi assinado ontem pelo governador André Puccinelli. Segundo Ociel, 181 residências foram danificadas na cidade (117 na área urbana e 64 na rural) e 27 ficaram destruídas (11 na área urbana e 16 na rural). As chuvas também destruíram dois estabelecimentos comerciais, 75 quilômetros de vias rurais, 16 pontes e uma mata ciliar. Cinquenta cabeças de gado morreram e os produtores não têm como escoar 100 mil litros de leite produzidos diariamente. Cerca de 800 metros de rede de água foram danificados. Por conta disso, o abastecimento de água ficou comprometido. As chuvas causaram danos também em seis pontes, em 175 quilômetros de vias rurais e na rede de esgoto. A MS-475 apresenta seis pontos de interdição e já compromete o abastecimento do comércio e o deslocamento de pessoas que necessitam de atendimento médico. Os estragos na cidade começaram na madrugada de sábado (16). Em quatro horas, choveu 200 milímetros. É a maior quantidade de água que já caiu sobre o município.

Leia Também