Sábado, 18 de Novembro de 2017

Novo desembargador fez história no Tribunal de Júri

21 ABR 2009Por 22h:30
     

karine Cortez

Decepcionado com as novas leis que cada vez mais estão privilegiando os criminosos, o juiz Júlio Roberto Siqueira Cardoso, que por 15 anos foi titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, atuando na área criminal, assume hoje o cargo de desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. "As novas leis e ações de entidades não-governamentais impedem que o direito criminal cumpra sua função punitiva. Isso que me fez optar pelo Direito Civil, que vou desenvolver agora como desembargador", enfatizou Júlio.

        Durante os 15 anos que passou como titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri, o juiz Júlio Siqueira presidiu 1.250 júri. Segundo ele, o julgamento do dia 24 de fevereiro de 2003 dos seis envolvidos na morte da então prefeita da cidade de Mundo Novo, Dorcelina de Oliveira Folador, assassinada em outubro de 1999, na época com 36 anos, foi um dos júri que mais marcou sua carreira.

Leia Também