Terça, 21 de Novembro de 2017

Novas armadilhas contra dengue são testadas na capital

12 NOV 2009Por 22h:30
     

        da redação

         

O Centro de Controle de Zoonoses de Campo Grande começou a instalar cerca de 500 equipamentos que servem como armadilhas para o mosquito da dengue.  Em alguns bairros da Capital. Os agentes estão testando três tipos de armadilha para saber qual é a mais eficiente. Os resultados já começaram a aparecer em 24 horas.

Por enquanto, apenas três bairros estão no roteiro. Dentre eles está o Guanandi, Vila Planalto e Vila Carlota. A escolha foi feita ano passado, pois a situação nesses locais estava entre as mais graves.

Três tipos de equipamentos estão em testes. O mais comum já estava sendo usado em Mato Grosso do Sul, ele imita o lugar ideal para a colocação de ovos do mosquito e esses ovos são capturados. A outra armadilha é mais complicada. Os agentes colocam água no interior da máquina e a deixam em locais perto do chão, porque o mosquito voa baixo. A engenhoca captura vetores adultos que tentam colocar ovos lá dentro. A terceira armadilha é, por enquanto, a mais eficiente. Ela é ligada na tomada e libera um cheiro que parece com o da pele do ser humano. O transmissor da doença é sugado pelo pequeno motor elétrico e fica preso quando se aproxima. A estratégia é decidir qual dos três equipamentos será o melhor no combate a doença em todo o país.

         

Leia Também