Sábado, 18 de Novembro de 2017

Nobel alternativo vai para Justiça social e jornalismo

1 OUT 2008Por 22h:00
     

         

        

A Fundação Right Livelihood Award outorgou hoje o Prêmio Nobel Alternativo a Krishnammal e Sankaralingam Jagannathan, fundadores da organização indiana LAFTI; a jornalista americana Amy Goodman, a ativista somali Asha Hagi e a ginecologista alemã Monika Hauser. O júri reconheceu a luta pela justiça social na Índia da LAFTI, o jornalismo independente de Goodman, a participação das mulheres no processo de paz na Somália impulsionada por Hagi e o compromisso de Hauser na reabilitação de mulheres que sofreram abusos sexuais em diferentes países. Os ganhadores repartirão os 2 milhões de coroas suecas (US$ 310 mil) do prêmio, que distingue o trabalho social de pessoas e instituições de todo o mundo e é considerado uma prévia do Nobel da Paz.

         

Leia Também