Sexta, 24 de Novembro de 2017

No drible e na elegância, Marlos e Ganso viram os 'cérebros' do clássico

11 ABR 2010Por 14h:11
     

 

Apesar de não usarem a camisa 10, os dois são referências na armação de São Paulo e Santos. Prováveis 'cérebros' no clássico deste domingo, às 16h no Morumbi, Marlos e Paulo Henrique Ganso ditam o ritmo do ataque de formas distintas: o primeiro opta pelo drible, enquanto o segundo exibe a elegância de passes precisos.

 

Segundo o Datafolha, tanto Ganso quanto Marlos cumprem bem o que lhes é proposto. O santista é um dos mais acionados do time, com 35 bolas recebidas por jogo, em média, enquanto o rival são-paulino se caracteriza como um dos principais dribladores no Morumbi, com média superior a três dribles por rodada.

 

A trajetória de ambos se distingue não só pelo estilo de jogo, mas também pelo tempo em que conquistaram seu espaço entre os titulares. Ganso é um dos destaques na Vila Belmiro desde o ano passado, enquanto Marlos conquistou um lugar no time nos dois últimos jogos.

 

Ambos se equivalem em um aspecto: a capacidade de decisão. Paulo Henrique Ganso, além de 'cérebro', é artilheiro do Santos (10 gols no Paulistão), enquanto Marlos fez o São Paulo se tornar mais ofensivo e agressivo desde que ganhou uma oportunidade de Ricardo Gomes.

 

Com Marlos na meia, o São Paulo marcou oito gols em dois jogos (média de quatro por partida), superando o Santo André com muita facilidade na última quarta-feira, apesar de o rival do ABC estar duas posições à frente na tabela.

 

As informações são do Portal UOL

Leia Também