Sexta, 24 de Novembro de 2017

Nelsinho terá apoio do partido da Igreja Universal

9 JUN 2008Por 23h:45
     

Lidiane Kober e Lívia Ferreira

 

O PRB, braço político da Igreja Universal do Reino de Deus, abandonou o projeto de concorrer à Prefeitura de Campo Grande e fechou apoio à reeleição do prefeito Nelsinho Trad (PMDB). A informação partiu ontem de manhã do próprio Nelsinho, depois de confirmar o nome do presidente da Câmara Municipal, Edil Albuquerque (PMDB) , como seu pré-candidato a vice. Nelsinho mostrou suas anotações pessoais em que o PRB constava da lista de partidos com maiores potenciais de votos no arco de aliança.

Embora não considere a aliança sacramentada, a Direção Regional do PRB confirmou a tendência de se unir ao atual prefeito.

No entanto, a ex-primeira dama do Estado, Maria Aparecida Pedrossian, tida até então como pré-candidata a prefeita, negou a possibilidade de se aliar ao atual prefeito. Disse que tudo não passa de uma estratégia de Nelsinho para tirá-la da disputa e garantiu que o PRB vai concorrer na majoritária com chapa pura.

Presidente regional do PRB, o pastor José Divino disse ontem que dois fatores pesaram na decisão de apoiar Nelsinho: o fato de Maria Aparecida não estar bem colocada nas pesquisas eleitorais e a necessidade de o partido priorizar as Câmaras. "A Maria Aparecida tem o seu valor, mas nas pesquisas de opinião ela não atingiu uma densidade eleitoral que possa empolgar para valer a chapa majoritária", justificou. Ele lembrou que, por ser um partido novo, o PRB precisa se fortalecer primeiro nas câmaras municipais. "O partido está começando. Temos que subir degrau por degrau. Todo edifício começa na fundação", justificou.

Em relação à candidatura de Maria Aparecida, Divino lembrou que o próprio marido da ex-primeira-dama, Pedro Pedrossian, é contrário a ela entrar na disputa. "Não queremos ser causa da desarmonia de ninguém", afirmou Divino.

A proposta de aliança com Nelsinho será discutida na reunião que a Executiva Municipal do PRB realiza sexta-feira.

Árvore Seca

Por telefone, Maria Aparecida disse que não há a menor possibilidade de o PRB desistir de lançar candidato a prefeito. "Esta candidatura é irreversível. O Nelsinho está fazendo de tudo para enfraquecer minha candidatura. Isto é um sinal de que estamos incomodando. Ninguém atira pedra em árvore seca", afirmou.

        Ao lado do PT e do PTB, o PRB chegou a formar uma frente de oposição a Nelsinho. Pela proposta original, os três partidos indicariam pré-candidatos a prefeito e o mais bem sucedido nas pesquisas ficaria com a vaga. A frente se dissolveu e hoje apenas o PT está na trincheira oposta a Nelsinho, já que o PTB também decidiu aderir ao prefeito.

Leia Também