Sexta, 24 de Novembro de 2017

Nelsinho batalha emendas para o centro de especialidades médicas

12 MAI 2010Por 00h:35
Lidiane kober

O prefeito Nelsinho Trad (PMDB) foi ontem à Assembleia Legislativa batalhar emendas para angariar recursos a fim de concluir a reforma do Centro de Especialidades Médicas (CEM) e saiu com a promessa de receber pelo menos R$ 950 mil de alguns parlamentares. São necessários R$ 2,8 milhões para concluir as obras, que foram iniciadas no ano passado. Em 2009, Nelsinho também fez corpo-a-corpo com os deputados e conseguiu R$ 1,5 milhão para dar largada ao investimento.
O plano do prefeito é garantir a contribuição dos 24 parlamentares. Com o argumento de que o CEM atende moradores da Capital e do interior do Estado, ele espera sensibilizar os deputados tanto com base eleitoral em Campo Grande quanto nos demais municípios. Segundo dados da prefeitura, cerca de 40% dos atendimentos realizados no CEM são de pacientes vindos do interior de Mato Grosso do Sul.
Nelsinho esteve, entre outros, com os deputados Londres Machado (PR) e Ary Rigo (PSDB), primeiro-secretário da Casa, a quem solicitou R$ 30 mil. O vice-líder do governo na Casa de Leis, deputado Márcio Fernandes (PTdoB), comprometeu-se a conversar com os demais parlamentares, com os quais o prefeito não conseguiu discutir o assunto ontem.
Cada deputado tem o direito de repassar aos municípios R$ 800 mil por meio das emendas parlamentares. Do total, Marquinhos Trad (PMDB), irmão de Nelsinho, prontificou-se a destinar R$ 500 mil à reforma do CEM. Carlos Marun (PMDB), Youssif Domingos (PMDB) e Márcio Fernandes vão contribuir com R$ 100 mil, enquanto Júnior Mochi (PMDB), Onevan de Matos (PSDB), Pedro Teruel (PT) e Paulo Corrêa (PR) vão repassar R$ 30 mil. As informações são do secretário municipal de Governo, Rodrigo Aquino.
Márcio Fernandes tem até o dia 15 para conversar com os demais deputados. Ele tem pressa em obter uma resposta porque a data é o último prazo para repassar os documentos necessários para firmar o convênio do Estado com os municípios. Segundo o deputado, o governador André Puccinelli (PMDB) comprometeu-se a repassar todas as emendas até junho. Em ano eleitoral, é proibido liberar recursos no período de 90 dias antes do pleito.

Leia Também