Sexta, 24 de Novembro de 2017

Na vista de Lula, ambulantes reclamam que povo está sem dinheiro

18 MAR 2008Por 20h:51
     

Entre a multidão, nem todos tinham o foco principal no presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Este é o caso dos vendedores ambulantes, que estavam de olho na aglomeração de pessoas e nas vendas. Maria Verônica dos Santos encheu o isopor de água e de refrigerante e foi a luta. "O presidente não escolheu um bom dia para vir a Campo Grande. Hoje (ontem) é dia 18, a maioria recebe no dia cinco ou no dia 20, por isso, a maioria está sem dinheiro e as vendas estão fracas", lamentou.

Em uma próxima oportunidade, Maria Verônica contou que irá se preparar melhor e levar mais opções de produtos. "Me arrependi de não trazer espetinho. Tem muita criança aqui e a comida atenta mais", explicou.

        Além dos vendedores ambulantes, outros aproveitaram o evento para conseguir uma renda extra. Enquanto as autoridades prometiam um futuro melhor, crianças recolhiam copos plásticos e latinhas para reciclar e assegurar um recurso a mais para a família.

Leia Também