Quinta, 23 de Novembro de 2017

Mutirões já libertaram 12 mil presos, diz STF e CNJ

21 OUT 2009Por 19h:30
     

         

         

Nesta quarta-feira o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Gilmar Mendes, afirmou que os mutirões realizados pelo CNJ já libertaram 12.039 pessoas que estavam presas de maneira irregular em todo o país. O número, segundo ele, equivale a 18% dos mais de 67,3 mil casos analisados, em 17 estados brasileiros.

Nos mutirões, foram flagrados diversos casos de ilegalidades. Gilmar Mendes acrescentou que o CNJ também verificou pessoas presas preventivamente por prazo superior à pena a qual foram condenadas e ainda detentos com doenças infecto-contagiosas.

De acordo com o ministro, a situação dos presídios também é preocupante. Os problemas identificados nas unidades visitadas vão desde o acúmulo de lixo à infestação por ratos. Há ainda denúncias de agressões sexuais, corrupção de agentes públicos e abusos de autoridade.

Com informações G1

Leia Também