Quarta, 22 de Novembro de 2017

Mutirão da Defensoria Pública atende 1,6 presos da Capital

19 AGO 2008Por 11h:15
     

Em dois meses de mutirão, 1,6 mil detentos de presídios de Campo Grande tiveram sua situação jurídica verificada pelo Núcleo de Atendimento a Presos Provisórios e Condenados da Defensoria Pública. Os mutirões foram realizados em julho e neste mês, no Instituto Penal, Estabelecimento Penal de Segurança Máxima e no Presídio Feminino. Além da situação jurídica, os defensores constataram que 22 detentos são portadores de tuberculose e 16 estão infectados pelo vírus HIV.

Leia Também