Terça, 21 de Novembro de 2017

Mulheres e jovens sofrem mais com desemprego

27 JAN 2009Por 15h:23
     

         

         

As mulheres e os jovens são os mais prejudicados quando o assunto é desemprego na América Latina. É o que mostra o Panorama Laboral 2009, divulgado hoje (27) pela Organização Internacional do Trabalho (OIT). Segundo o estudo, o nível de desocupação entre os jovens das áreas urbanas dessa região é 2,2 vezes maior que a média geral de desemprego, que foi de 7,5% em 2008. Entre as mulheres, o número de desempregadas é 1,6 vez maior que entre os homens.

No caso dos empregos informais, aqueles cujo assalariado trabalha em uma empresa, mas não tem acesso a seguro social e outros benefícios, a incidência entre as mulheres era de 60,2% em 2007, contra 57,4% entre os homens. Já os empregos em setor informal, aqueles cujo trabalhador é autônomo e não tem acesso aos benefícios sociais, a maior incidência é entre os homens, com 41,6%, já entre as mulheres o percentual é de 39,6%.

        Com informações da Agência Brasil

Leia Também