Domingo, 19 de Novembro de 2017

Mulher é presa acusada de integrar quadrilha que roubou transportadora

16 DEZ 2009Por 11h:00
     

        A Polícia Civil prendeu Ágata Suzana Brasil de Almeida, de 19 anos, suspeita de envolvimento no furto de R$ 27.776.572,92 da transportadora de valores Transnacional, no Jaguara, zona oeste de São Paulo, no último dia 6. Com ela, sobe para sete o número de presos acusados de participação no crime. Ágata foi presa na noite de sábado em Jandira, na Grande São Paulo. Ela trabalhou durante quatro meses como empregada doméstica na casa de número 190 da Rua José Mascaro, de onde partiu o túnel de 150 metros em direção à Transnacional. A garota disse à Polícia Civil que ganhava R$ 400 por semana e tinha conhecimento do plano da quadrilha. Afirmou ainda ter conhecido duas pessoas na residência. Segundo Ágata, outra função dela era despistar a vizinhança e dar a impressão de que uma família normal vivia na casa.
        Com informações do Estadão

         

Leia Também