Segunda, 20 de Novembro de 2017

Mulher admite para polícia desvio de 300 linhas telefônicas para PCC

30 OUT 2008Por 14h:50
     

 

 

Uma mulher foi presa ontem em Santo André, no ABC paulista, suspeita de desviar linhas telefônicas fixas para celulares de membros da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Tatiane Mello de Jesus, 27 anos, é funcionária de uma empresa que presta serviços à Telefônica. À polícia, ela confessou ter desviado pelo menos 300 linhas fixas para celulares de presos da facção.

Tatiane cobraria cerca de R$ 70 para desviar uma linha fixa para o telefone celular de membros do PCC. Segundo a promotora Sandra Reimberg, do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) do ABC paulista, ela habilitava a linha e garantia o uso por sete dias.

 

Com informações do Terra

 

 

Leia Também