Sábado, 18 de Novembro de 2017

MS registrou 333 focos de ferrugem

30 MAR 2010Por Cícero Faria, Dourados 23h:09
Faltando apenas áreas isoladas de soja a serem colhidas na região de Dourados, o Consórcio Anti-Ferrugem fechou os números da doença em Mato Grosso do Sul. Foram registradas 333 ocorrências na safra 2009/2010, e há um mês não foram comunicados mais focos. No ano passado, foram 233 casos.
Nesta safra houve aumento significativo de registros da doença por causa do clima chuvoso em janeiro e fevereiro, fazendo com que a ferrugem “explodisse” no norte do Estado, onde foi registrado o maior número de casos. De acordo com os técnicos, a proximidade com Goiás, um dos estados mais contaminados este ano, concorreu para que a ferrugem surgisse forte na fronteira entre os dois estados.
O controle químico fez com que a propagação fosse contida nesta safra. Mato Grosso do Sul (333) ficou na quarta posição do ranking, atrás de Mato Grosso (579 focos), Goiás (456), Rio Grande do Sul (405). Paraná teve o quinto maior registro com 265 ocorrências.
 
Estado
O Consórcio Anti-Ferrugem registrou 134 focos em Chapadão do Sul; 58 em Costa Rica; 45 em Dourados; 18 em Amambai; 17 em Água Clara; 14 em São Gabriel do Oeste; 10 em Ponta Porã e Caarapó, cada um. Nos demais nove municípios onde a ferrugem da soja atacou no Estado, as ocorrências ficam abaixo de dez. 

Leia Também