Domingo, 19 de Novembro de 2017

MS registra alta no volume de exportações da indústria

13 JUL 2010Por 09h:50
     

O volume de exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul no primeiro semestre deste ano com relação ao mesmo período do ano passado praticamente dobrou, com crescimento de 94%, saltando de 1,6 milhão de toneladas para 3,1 milhões de toneladas, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems com base nos dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Na comparação de junho deste ano com igual mês do ano passado, a exportação de industrializados alcançou o equivalente a 574 mil toneladas, indicando, deste modo, um crescimento de 11%, quando as vendas externas somaram 517,1 mil toneladas.

Quanto à receita, as vendas externas de industrializados, no mês, alcançaram US$ 211,3 milhões, crescimento nominal de 49,8% sobre igual mês de 2009, quando o valor foi de US$ 141,1 milhões, enquanto no comparativo com o mês imediatamente anterior o crescimento foi de 17,3%, quando a receita obtida alcançou o equivalente a US$ 180,1 milhões. Por fim, no acumulado do ano, as receitas totais alcançam US$ 865,7 milhões contra US$ 527,8 milhões no primeiro semestre de 2009, ou seja, crescimento nominal de 64%.

Segundo o Radar da Fiems, com uma receita equivalente a US$ 211,3 milhões, junho de 2010 se consolida como o melhor resultado mensal já alcançado em toda a série histórica da exportação de industrializados em Mato Grosso do Sul. O levantamento do Radar Industrial ressalta que se trata da segunda quebra consecutiva do recorde, sendo que no mês passado a receita havia atingido a marca de US$ 180,1 milhões, a maior até então.

Quanto à participação relativa, as vendas externas de industrializados atingiram a marca de 76% de tudo o que foi exportado pelo Estado em relação à igual mês de 2009, o resultado foi maior em 20 pontos percentuais. Já no acumulado do ano, na mesma comparação, constata-se que a participação é da ordem de 68%, indicando, deste modo, um crescimento de 10 pontos percentuais sobre o resultado obtido em igual período do ano anterior.

Leia Também