Terça, 21 de Novembro de 2017

MS é o que mais perde com a Reforma Tributária

30 ABR 2008Por 07h:50
     

 

 

Se o projeto de Reforma Tributária passar pelo Congresso da maneira que o Governo federal enviou, Mato Grosso do Sul será o Estado que mais perderá dinheiro. A proposta original altera o rateio do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), assegurando recursos somente aos Estados consumidores. Com a mudança, Mato Grosso do Sul perderá 37,3% do ICMS arrecadado, ou seja, R$ 1,5 bilhão por ano. A maior parte do prejuízo provém do gás boliviano.

 

"Será uma tragédia para o Estado. Seremos obrigados a fechar as nossas portas", comentou, ontem, o deputado Antônio Carlos Arroyo (PR). O parlamentar frisou que a única saída é aliar-se às demais unidades da federação, que vão perder recursos para pressionar o Congresso a alterar as regras. No total, 13 dos 27 estados terão prejuízos com a proposta original de Reforma Tributária. "As bancadas federais precisam se unir para tentar barganhar mudanças no projeto original", acrescentou Arroyo.

Leia Também